Espaços


Um inverno muito longo
Que não vai passar
Você tão distante
E eu a te esperar
São tantas as nuvens
O frio a me abraçar
Tão somente a brisa
Do que não vai chegar

Tanto espaço que separa
O teu corpo dos meus braços
A saudade que retorna
Traz seu nome e cria laços
O meu peito despedaça
Minha voz não quer falar
Nos meus olhos, os segredos
Do que eu tinha pra entregar

Por todas as curvas
Minha fé a derrapar
Tão perto da noite
O breu a me cercar
Toco as estrelas
Brilho que desfaz
São tantos devaneios
Uma viagem tão sagaz
Diego Dittrich

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

RESENHA DE FILME: Um Amor Para Recordar (A Walk To Remember) - 2002

Dançando na Chuva

Sempre chega a hora