Uma Última Canção


Uma canção... só uma última canção
e eu esquecerei tudo o que já cantei...
Todas as palavras que musiquei meio sem jeito,
os acordes que fiz só pensando em você
e as rimas meio tortas que fiz pra te entregar.
Serei como a música empoeirada e esquecida
em algum lugar no fundo daquela sala.
Serei o canto desafinado de alguém
que muito chorou, que viu tudo se perder...
Alguém que sequer lutou e logo desistiu
de alcançar o ápice da plenitude do amor...

Uma canção... apenas uma última canção
Quero que ouça com o calor do seu coração.
A melodia perdida daquilo que faltou ser
harmonizada com a tristeza daquilo que se foi.
São tons de uma desilusão esfarrapada
e seus pedaços por todo o caminho cruel.
Uma triste sinfonia, fúnebre e ainda intensa
é tudo o que consigo cantar para você...
Depois serei eu e as notas mal arranjadas,
seguindo lado a lado na vasta partitura
de um coração quebrado e sofrido...

Diego Dittrich

Comentários

  1. Lindo demais... e mais lindo é esse paralelo entre o amor e a canção. Parabéns pelo talento.

    ResponderExcluir
  2. ' E eu aqui babando pelo texto. Adorei. Parabéns. =)

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

RESENHA DE FILME: Um Amor Para Recordar (A Walk To Remember) - 2002

Dançando na Chuva

Sempre chega a hora