Ponto de Partida


Não sinto o vento soprar mais.
As flores não exalam seu perfume.
O sol não quer mais brilhar.
As nuvens enegrecem o céu.

A cantiga que antes me acalentava
se tornou fúnebre e melancólica
que arde em meus ouvidos
e massacra meu coração já partido.

O silêncio, resoluto, então se fez.

Regressei ao meu ponto de partida, náufrago.
Vejo todo o caminho, de novo, a percorrer.
As mesmas pedras, os mesmos buracos,
a mesma velha estrada, sinuosa e arriscada.

Não sei quando vou dar o primeiro passo.
Não sei se vou ter coragem de recomeçar.
Talvez eu sente aqui e espere por uma absolvição
ou por alguém que me impulsione, de novo, a voar...

DiegoDiTrix

Comentários

  1. Que lindo Dí...e triste tbm...mas como sempre me vi ali...
    "Não sei quando vou dar o primeiro passo.
    Não sei se vou ter coragem de recomeçar."
    Não sei mesmo
    Parabéns!!

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

RESENHA DE FILME: Um Amor Para Recordar (A Walk To Remember) - 2002

Dançando na Chuva

Sempre chega a hora