Mar de Incertezas

Vim juntando meus pedaços,
me livrando de todos os enganos,
disfarçando as minhas mágoas

Nem a solidão me acompanhou,
nem a tristeza seguiu meus passos
Caminhei sozinho por entre sombras

Minha vida distorcida e confusa
reprimia todos os meus sonhos
E, num momento, tudo se desfez...

Não há ninguém que possa me ouvir
nesse amplo e sombrio mar de incertezas
onde tudo o que me resta é esmorecer...

Comentários

  1.  Parabéns por mais um poema de lindas palavras e por transformar meus simples sentimentos em um poema :-)

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

RESENHA DE FILME: Um Amor Para Recordar (A Walk To Remember) - 2002

Dançando na Chuva

Sempre chega a hora