Recomeçar?


Recomeçar... esse verbo vem me martirizando há alguns dias. Não estou preparado para enfrentar e, emocionalmente, ainda estou abalado. Mas o que fazer se é preciso continuar a rotina? Não tenho escolhas, nem posso tomar minhas decisões. Não cabe a mim decidir quando devo parar. Tenho que manter a cabeça erguida apesar de tudo o que passei chorando... sozinho.

Não, eu não estou preparado para recomeçar mas sei que ninguém vai me compreender e vão me cobrar um serviço perfeito, um sorriso simpático, uma conversa sem conteúdo, um olhar sincero, uma risada fingida... mas eu não sei fingir, não sou um ator e não sei se consigo simular tudo isso.

Recomeçar... três meses depois e eu sei que será tudo a mesma coisa. Serão as mesmas pessoas curiosas e as mesmas intrigas de sempre. Serão as mesmas fofocas, mais insinuações e as mesmas suposições. Não sei se vou suportar tudo isso de novo.

Sim, eu devia manter a cabeça erguida mas como fazer isso se as minhas forças se esgotaram e se eu perdi o meu brilho? O que fazer se eu nunca sou bom o bastante? Queria que me deixassem sozinho, no meu canto. Gostaria que não me fizessem nenhum tipo de pergunta. Porque eu ainda lembro do período negro que passei durante estes meses mas não me recordo de ninguém se importar e nem, ao menos, tentar saber como eu estava...

Recomeçar. Enfrentar. Suportar. Será que ainda tenho forças para tudo isso?

Diego Dittrich

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Instagram