O mar e eu

Oh mar que me seduz com sua imensidão
Sua robustez, ao mesmo tempo, tão mansa
Que banha a areia e lava suas aflições
Purifica minh'alma com sua energia inigualável

Oh mar carregado de segredos peculiares
Guardas mistérios profundos jamais explorados
Sua grandeza infinita me atrai e me espanta
Quão pequeno sou diante da sua vastidão

Oh mar que beija meus pés cobertos de areia
Com sua calma intensa, me revigoras
Me fortaleces ao mergulhar em suas águas
Me encantas com seu espelho fulgente

Oh mar com suas ondas a quebrar na praia
Tão imprevisíveis quanto o amor no meu peito
Carregas tudo de mim e me faz navegar
Um oceano interminável de devaneios reais

Diego Dittrich

2 comentários:

  1. Lindo Dí!!

    "Oh mar com suas ondas a quebrar na praia
    Tão imprevisíveis quanto o amor no meu peito"

    Delicado, Sensível e Sublime!!

    Parabéns

    ResponderExcluir
  2. Obrigado Bia!! *-*
    Como eu disse via Twitter, elogios vindos de uma poeta como vc são sempre satisfatórios! =))

    ResponderExcluir

Instagram