Um Coração Solitário


Preso entre grades,
ferido pelo tempo,
amaldiçoado pelo passado...
É este coração desesperado,
enegrecido pelas ilusões,
atordoado pelas quedas...

Um coração...
Ainda existe um dentro de mim?
Será que ele ainda pode bater
atado, dilacerado e massacrado?

Mostre-me que ele ainda pode.
Prove-me que ele não morreu.
Diga-me que pode libertá-lo.
Só você é capaz de aliviar esta dor...

Este coração solitário,
sedento por sentimentos
e ávido para amar de novo...
Este... é o meu coração...

Por Diego Dittrich (04/08/2009)

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Instagram