Minha única razão... VOCÊ!


É de manhã. Olho pela janela e percebo um dia cinzento. Está frio lá fora. Mas sinto o sorriso preencher todo o meu rosto. Há dias que eu tenho estado assim. Sorrio por qualquer motivo bobo. Tenho visto as cores do mundo cada vez mais nítidas e brilhantes. Até a chuva que molha a rua, incessante, parece compreender o que eu sinto. E, pela primeira vez em toda minha vida, consigo reparar como os pingos prateados que desprendem das nuvens mais escuras do céu, são reluzentes e bonitos. Agora consigo entender que até mesmo um dia cinzento e frio, em toda sua melancolia, também tem seu romantismo e sua euforia. Não me preocupo em procurar um abrigo. Não me importo em encharcar minhas roupas com estes pingos prateados que trazem todo o desabafo das nuvens. Eu quero sentir cada gota percorrer o meu corpo. Não há sensação mais intensa, mais restauradora. Piso de poça em poça. Por um momento, toda a sensação de liberdade invade o meu coração. Isto é amor?

A chuva cessou. O dia se abre, intenso. Os pássaros se aprontam para iniciar um coral de ritmos que envolvem o mais solitário dos corações. Posso até sentir o aroma profundo de flores que nem estão por perto. Trazem-me a sensação da primavera, do amor, do brilho que a vida e o mundo têm. Enquanto caminho sorrindo, restaurado e totalmente eufórico, os primeiros e tímidos raios do sol tocam minha pele, secando o que restou dos pingos prateados que outrora me encharcavam. Tiro os sapatos para sentir a grama macia tocar os meus pés. Estes mesmos pés cansados que percorreram milhas e milhas de estrada para, enfim, chegar até você. *-*

Mas o momento de euforia e a sensação de liberdade, de repente, fugiram de mim. Sinto-me nostálgico, cansado e melancólico. Falta alguma coisa dentro de mim (ou será... comigo?). Paro de caminhar. Meus pés se acomodam na grama verde e macia que parece abraçá-los. Em pé, largo os sapatos e fecho os olhos. Inclino o rosto para cima e não sinto nada além do calor do sol, tocar o meu rosto. Abaixo a cabeça e consigo sentir uma lágrima sorrateira escorrer o vão dos meus olhos. O que aconteceu com a euforia que sentia até então? O que falta para eu me refazer? Perguntas gritantes mas que me lembram que preciso continuar a caminhar... Respiro fundo, olho para frente e paro. Uma visão mágica paralisa todos os meus sentidos. Minha boca se abre. Cerro os olhos para tentar entender este vislumbre. VOCÊ está na minha frente, com um sorriso enigmático e, ao mesmo tempo, de fácil compreensão. Está contente por estar aqui. Com medo, VOCÊ começa a caminhar lentamente em minha direção e, num átimo, corro pra VOCÊ. Ah... Seu abraço é o meu lugar. Seu cheiro é o aroma que aviva o meu coração. VOCÊ perto de mim é o que eu preciso. VOCÊ junto de mim é o que eu mais quero...

Por favor, entenda que VOCÊ é a razão de eu ainda estar aqui. De eu nunca desistir de percorrer este caminho árduo que a solidão me impõe. VOCÊ é a razão para que os meus dias mais cinzentos e sombrios se tornem lindos. VOCÊ é a única pessoa que me completa. VOCÊ me traz paz. Não fique longe de mim. Eu preciso respirar o mesmo ar. Eu preciso enxergar o mesmo horizonte. Fica comigo... faz o meu sonho viver eternamente... ao seu lado!

Por Diego Dittrich

Comentários

  1. "Ah o amor ... que nasce não sei onde, vem não sei como..." (Carlos Drumond de Andrade)

    Esse é um dos textos mais emocionantes que vc já escreveu!
    Com certeza vai tocar a todos, até o mais árduo dos corações!
    Vc se expressa de uma maneira sem igual!
    O seu coração é maior que o mundo e tudo o que tem dentro dele, vc consegue colocar pra fora, através de belos textos!
    Já está na hora de publicar um livro!!!!!!!!!!!!
    Amar possui um significado tão amplo, que se torna difícil defini-lo claramente... podemos apenas dizer, com certeza, que é o sentimento mais puro e verdadeiro que o ser humano possui.
    Amar é romper barreiras que nos separam de outras pessoas, é encarar a individualidade da pessoa amada, tão importante quanto a nossa própria, é multiplicar e encarar os sentimentos e desejos como se fossem realmente nossos. O amor é um nascer constante, é renovação do que sentimos, é colocar para fora um sentimento que muitas vezes tendemos a esconder.
    Como é bom amar!!!! Ter a pessoa ao lado, respirar o mesmo ar, sentir as mesmas emoções...
    É muito bom amar, dar-se ao outro, vivenciar o outro, se entregar ao outro.
    Como é bom ser amado, receber sem pedir, ser protegido, ser você sem medo.
    Existem formas de amar...
    E em todas elas, há pureza, há paixão, há um desejo pelo bem do próximo.
    O amor é o sentimento mais sublime que podemos ter!
    E é todo esse amor, que nos faz caminhar, nos faz seguir em frente, mesmo estando com os pés cansados!
    "Os mesmos pés cansados voltam pra você..."
    *-*
    Parabéns por esse belo texto!
    Muitas pessoas vão se identificar e vão se emocionar!
    Eu gosto de pessoas que escrevem com o coração, assim como vc faz, de forma que toque o de quem está lendo!
    Vc se expressa melhor que eu, sem dúvidas!
    Eu só estou aprendendo contigo! rsrsrs
    Nossa, escrevi demais! =O... sinal de que preciso postar no meu blog! hauahauaha
    Parabéns pelo blog, que está cada vez melhor!
    Abraços, amigão!!!! *-*

    ResponderExcluir
  2. Caramba amigo, to sem palavras. Sem sombra de dúvidas esse foi um dos melhores textos q vc ja fez e publicou...
    As palavras não me vem a cabeça...

    a única coisa q consigo dizer agora é Parabéns :D

    ResponderExcluir
  3. Desconsidere o comentário acima hahaha...
    Pow Dih! Mtooo maravilhoso o texto!
    Vc nem imagina o sentido que serviu pra mim!
    Quem dera eu ser 1% do que vc é ^^...
    Parabéns demais! (...)

    ResponderExcluir
  4. Por isso que TE AMO ♥ meu anjo! Lindo texto! Lindas palavras! Lindo tudo! (rs) Continue essa pessoa romântica, sensível e apaixonada que é! ♥

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

RESENHA DE FILME: Um Amor Para Recordar (A Walk To Remember) - 2002

Dançando na Chuva

Sempre chega a hora