LITERATURA | 'A Cabana' de William P. Young

Título: A Cabana / Título Original: The Shack
Ano de Lançamento: 2008
Autor: William P. Young
Editora Sextante / 272 páginas
Classificação: ★★★★★ (5/5)

SINOPSE: Durante uma viagem de fim de semana, a filha mais nova de Mack Allen Phillips é raptada e evidências de que ela foi brutalmente assassinada são encontradas numa cabana abandonada. Após quatro anos vivendo numa tristeza profunda causada pela culpa e pela saudade da menina, Mack recebe um estranho bilhete, aparentemente escrito por Deus, convidando-o para voltar à cabana onde aconteceu a tragédia. Apesar de desconfiado, ele vai ao local do crime numa tarde de inverno e adentra passo a passo no cenário de seu mais terrível pesadelo. Mas o que ele encontra lá muda o seu destino para sempre. Em um mundo tão cruel e injusto, o romance levanta um questionamento atemporal: se Deus é tão poderoso, por que não faz nada para amenizar o nosso sofrimento? As respostas que Mack encontra vão surpreender você e podem transformar sua vida de forma tão profunda quanto transformou a dele. Você vai querer partilhar este livro com todas as pessoas que ama.

Quando comecei a ler A Cabana, não pensei que esse livro fosse me prender tanto. Pensava comigo: sei lá, alguém narrando o que parece ser um sonho, onde aparecem poucos personagens e poucos lugares que, claro, se concentram dentro de uma cabana... engano meu. O livro nos prende de uma forma tão intensa que não dá vontade de parar de ler. E não é exagero, não. A forma como o autor expõe os fatos e os diálogos, nos leva a uma dimensão que, a olhos humanos, parece inalcançável: o encontro com Deus.

Não é a toa que este livro foi o primeiro colocado na lista dos livros mais vendidos nos Estados Unidos, de acordo com o The New York Times. E, no Brasil, chegou a ser o segundo livro mais lido, depois de Crepúsculo.

“Esta história deve ser lida como se fosse uma oração – a melhor forma de oração, cheia de ternura, amor, transparência e surpresas. Se você tiver que escolher apenas um livro de ficção para ler este ano, leia A cabana.” Michael W. Smith

Bem, vamos a resenha! A história gira em torno de um homem chamado Mackenzie Allen Phillips. Mack é um pai de família, que ama sua esposa e se sente na obrigação de educar e cuidar dos seus cinco filhos. Obrigação por conta dos traumas que sofreu na infância. Um pai autoritário e bêbado que, sem nenhum motivo aparente, o espancava sem dó. Ele queria ser diferente do seu pai para com seus filhos. E era.

Mas depois do que era pra ser uma simples viagem com os filhos ao campo, a vida de Mack muda para sempre. Sua filha mais nova, Missy, é sequestrada e brutalmente assassinada. Diante disso, Mack parte para uma busca incessante pela sua filhinha desaparecida, com a ajuda da polícia. Mas tudo o que consegue encontrar, é o vestidinho que a garotinha usava no dia em que desaparecera, numa cabana abandonada.

Esse episódio fatídico faz com que Mack se sinta culpado e entre numa grande depressão - ou, como citado no livro, A Grande Tristeza - abrindo um grande abismo entre Mack e Deus que, para ele, havia se tornado um conceito frio pois nada havia feito para que sua filhinha se salvasse.

Após quase quatro anos, Mack recebe um estranho bilhete em sua caixa de correiro que, supostamente, é de Deus - ou Papai, como sua esposa chamava, de forma carinhosa. Este estranho bilhete dá a Mack a oportunidade de rever o seu passado e lidar com todas as aflições que ainda o assombravam e o leva a uma viagem até o local que lhe trazia o cenário mais triste de sua vida: a cabana onde, supostamente, sua filhinha fora sido assassinada.

Sem entender muito bem o que fazia ali, Mack adentra na cabana e é lá que encontra três pessoas: Deus, Jesus Cristo e o Espírito Santo. Uma viagem que promete resgatar os valores de Mack e sua reconciliação com Deus. A partir daí, o livro desenvolve uma história interessante e totalmente compenetrante que incita o leitor a ler e até mesmo a analisar seus próprios medos e temores internos e até suas dúvidas com relação a Deus.

Bom, eu já li várias resenhas sobre este livro, inclusive de blogs e sites cristãos que alegam que essa história é uma heresia. Mas eu discordo. Muitas pessoas acreditam em Deus, disso não temos dúvida. Porém, acreditam num Deus distante, arrogante e que pune seus filhos. Muitas delas não conhecem o amor que Deus tem para conosco. E este livro mostra isso de uma forma incrível e comovente.

Eu poderia postar aqui as milhares de frases marcantes que a gente pode encontrar no livro e que fiz questão de grifar no meu. Sem dúvidas e sem nenhum exagero da minha parte, este é um livro que todo mundo devia ler. Vai muito mais além do que uma mera história fictícia. Trata-se de uma grande lição de vida. Eu aconselho a você ler esse livro e prestar bastante atenção nessa história fantástica!

ALGUMAS CITAÇÕES

"Jamais desconsidere a maravilha das suas lágrimas. Elas podem ser águas curativas e uma fonte de alegria. Algumas vezes são as melhores palavras que o coração pode falar."

"Viver sem ser amado é como cortar a asas de um pássaro e tirar sua capacidade de voar."

"Só porque você acredita firmemente numa coisa não significa que ela seja verdadeira."

"O amor não força nada, ao contrario ele abre o caminho."

"O amor sempre deixa uma marca significativa."

"Crescer significa mudar e mudar envolve riscos, uma passagem do conhecido para o desconhecido."

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

RESENHA DE FILME: Um Amor Para Recordar (A Walk To Remember) - 2002

Dançando na Chuva

Sempre chega a hora